Aconteceu no CIJ: I Fórum Voluntariado e Inserção Sociocultural MAGIS Brasil

       
     


  Nos dias 15, 16 e 17 de junho, no Centro Magis Inaciano da Juventude (CIJ), aconteceu o Fórum de Voluntariado Jovem e Inserção Sociocultural, que entre seu objetivos, visou possibilitar um momento formativo e de reflexão sobre o Voluntariado Jovem, bem como buscou ampliar e fortalecer uma articulação entre diferentes frentes de Voluntariado Jovem na Companhia de Jesus do Brasil.

            Além de jovens e colaboradores (as) do CIJ, participaram Paulo Silva, agente da Pastoral do Colégio Vieira (Salvador-BA), responsável por articular o voluntariado na escola e o jesuíta Edson Tomé, diretor do Centro Magis Amazônia.

            O encontro contou com: momentos de reflexão sobre o Voluntariado no Brasil e no mundo, a partir da explanação de conceitos e de uma abordagem histórica acerca do tema; roda de conversa sobre o que está sendo proposto como projeto de Voluntariado Jovem na Companhia de Jesus, a partir do Programa MAGIS; vivência sobre inserção sociocultural; partilhas pessoais e institucionais sobre experiências em Voluntariado e construção coletiva de  propostas metodológicas para diferentes realidades e modalidades de Voluntariado Jovem.

            Segundo Agnaldo Duarte, SJ, diretor do CIJ, “escutar as experiências de outros locais e ouvir a percepção das pessoas sobre o que estamos construindo como proposta de Voluntariado Jovem para a Companhia é um processo enriquecedor, que encoraja e anima a caminhada e soma mais parceiros e colaboradores para essa missão”. Além disso, ressaltou, “esse encontro também é um marco para o Eixo Voluntariado Jovem no que diz respeito à visibilidade da novidade que é o voluntariado de seis meses, cujo projeto piloto acontecerá ao longo o segundo semestre de 2017, a partir do CIJ e do Centro MAGIS Amazônia”.

            Para a colaboradora voluntária Elzineide Marques, o fórum “nos inspira e dá luzes para a continuidade do trabalho e também nos provoca a perceber ainda os nossos limites, como a necessidade de avançar na articulação junto às escolas e universidades da Companhia de Jesus, que demonstram ser um espaço muito potente de disseminação da cultura do voluntariado”.

            Agendamento de visitas às obras que têm o desejo de realizar o Voluntariado Jovem ou acolher voluntários (as); animar a realização de voluntariados nos Centros, Casas e Espaços MAGIS;   continuar e ampliar as reflexões acerca do tema e realizar a Jornada de Voluntariado Jovem e Inserção Sociocultural em dezembro de 2017 foram alguns dos encaminhamentos do Fórum.

Veja todas as fotos no nosso facebook: Clique aqui










Centro Magis Inaciano da Juventude realizou Exercícios Espirituais para Jovens (EEJ)



            Entre os dias 26 e 28 de maio, no “Mosteiro dos Jesuítas”, em Baturité (CE), cerca de quarenta jovens fizeram uma experiência de oração pessoal a partir dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio, cujo intuito é ajudar aos (às) a tomarem consciência de si, a encontrar Deus em sua história e a assumir o Seu chamado para o seguimento de Jesus Cristo.
            Para ajudar aos (às) jovens no aprofundamento de sua espiritualidade, foram criados os Exercícios Espirituais Para Jovens (EEJ). Organizados em cinco etapas, os EEJ visam possibilitar aos (às) jovens uma experiência pessoal de oração, de forma profunda e dinâmica, onde os (as) participantes são convidados (as) a se abrirem para o envolvimento com o Projeto de Deus, através do amor e do serviço aos irmãos e irmãs.
            O acompanhamento espiritual e metodologia do retiro foi compartilhada entre os jesuítas e as irmãs da Congregação Filha de Jesus, parceira e colaboradora do CIJ. Os pontos de oração desse EEJ corresponderam à primeira e segunda etapa dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio, que foram vivenciados pelos (as) jovens a partir de uma metodologia pensada especificamente para essa faixa etária, com o intuito de possibilitar uma plena experiência de oração e silêncio.
            Um dos jovens, ao final do retiro, compartilhou: "O que agora está dentro da minha cabeça e me faz continuar desejando prosseguir com as outras etapas dos EE passam primeiramente por dentro de mim, isto é, pelo meu coração."
            Para Agnaldo Duarte, diretor do CIJ, os EEJ ajudam aos (às) jovens a “escutarem o seu próprio ritmo e tentar viver segundo ele, ouvindo atentamente o que emana de si.” Afinal, completa o jesuíta, “muito daquilo que fazemos é simplesmente imitação, dever imaginário ou falsas ideias acerca do que uma pessoa deve ser... A única certeza em como viver e o que fazer só pode provir das fontes que brotam lá no fundo de nós. Dessa forma, os execícios espirituais são uma metodologia de ouvir a si mesmo e a Deus”, completou.
            Espiritualidade é uma das linhas de ação do Centro Magis Inaciano da Juventude, que tem como desafio possibilitar experiências profundas e transformadoras de oração, a partir de um olhar juvenil de viver a fé. Os EEJ são uma das várias atividades que compõem essa linha de ação, que também conta com Manhã de Oração, Missa “Convivium”, Semana de Oração Acompanhada (SOA), dentre outras.
            A segunda e terceira etapas do EEJ estão previstas para acontecerem em novembro de 2017.

















Segundo módulo do Curso de Extensão em Assessoria de Juventudes acontece no CIJ




Pensada para promover uma formação continuada dos (as) jovens, o Curso de Extensão em Assessoria de Juventudes (EAJ) iniciou suas atividades nos dias 22 e 23 abril de 2017. No último final de semana (20 e 21/05) aconteceu o segundo módulo, que teve como tema “A arte de expressar-se: Técnicas de Oratória e Formação de Grupos”.
            Segundo o Agnaldo Duarte, diretor do CIJ, “a EAJ tem a perspectiva de promover espaços profundos de reflexão sobre os temas que envolvem a juventude na contemporaneidade”. Para o jesuíta, fortalecer a formação das juventudes, tendo em vista a atuação de assessores e assessoras jovens, é uma “postura de promoção do protagonismo juvenil e de incentivo à ideia de jovem formar jovem”.
            Nesse módulo, os (as) jovens contaram com a assessoria dos professores Charleston Palmeira, fonoaudiólogo, mestre em psicologia e Hermany Rosa Vieira, doutorando em educação e teólogo, pastor da Igreja Presbiteriana Independente. Para David Santos, de Caucaia, o “interessante foi o confronto em que fomos colocados com alguns vícios de linguagem e de expressões que temos, e, devido ao nervosismo, acabamos utilizando espontaneamente, mas que podem ser corrigidos com técnicas simples, evitando o comprometimento das informações durante o momento de comunicação”. Segundo o jovem, participar do EAJ “tem sido muito construtivo, pois me ajuda a ser ferramenta na luta por uma sociedade mais justa e igualitária”.
            Os (as) participantes do EAJ são das cidades de Caucaia, Itapipoca, Tianguá, Sobral, Potiretama, Russas e Fortaleza, no Ceará. Além dos encontros formativos, os (as) jovens se distribuíram em três Grupos de Estudo com o objetivo de trocarem conhecimento e experiências acerca de temáticas específicas: Espiritualidade; Juventude, Corpo, Sexualidade e Gênero; e Diálogo Inter-religioso.
            A Escola de Assessoria das Juventudes contará com oito encontros que aprofundarão variados temas, como formação humana, bases teológicas do cristianismo, pedagogia de Jesus de Nazaré, análise de conjuntura da realidade juvenil, dentre outros.
        A etapa formativa será concluída em dezembro de 2017, com a realização de um tríduo de exercícios espirituais inaciano. Após essa etapa os (as) assessores (as) jovens se disponibilizarão por até dois anos para assessorar grupos e atividades de juventudes no Ceará e Piauí.